ATLETAS QUE VENCERAM O CANCER DE PRÓSTATA E VOLTARAM A BRILHAR


O câncer de próstata, apesar de perfeitamente curável, ainda é um grande tabu para os homens. Mesmo sem sequelas se descoberto em tempo, com seu crescimento, em geral, lento, e o risco de morte sendo baixo, tem homem que prefere ignorar e não fazer os exames preventivos. 

Falando em prevenção, várias pesquisas demonstraram diferenças nos homens ativos quando comparados com sedentários no aparecimento e cura desse problema. Chegou a 30% a porcentagem de diminuição de morte pelo câncer em indivíduos ativos. Isso comprova o que já sabíamos: nossos hábitos estão diretamente ligados a nossa saúde. 

Acontece que às vezes a nossa genética, o universo, o destino ou sabe-se-lá-o-que-for, decide que vamos, sim, ter câncer. Como é o caso de alguns atletas de alta performance: mesmo com dieta, exercício em dia e uma saúde acima da média, tiveram o câncer no testículo. E o que eles fizeram? Sentaram e choraram? Pode ser… mas depois voltaram aos seus esportes, com muita determinação e esperança, e hoje estão curados. 

Olha só os atletas, de diversas modalidades, que já venceram o câncer, voltaram a brilhar no esporte e hoje estão aqui para nos ensinar muito:


EBBE SAND - Futebol

A história começa lá atrás: vivia um belo momento em 1998, época que não parava de fazer gols e foi convocado para defender a seleção dinamarquesa na Copa do Mundo da França. Inclusive, foi a campo no duelo contra o Brasil pelas quartas de final. Só que a má notícia veio após o torneio: descobriu um câncer no testículo. Após passar por uma operação para remover o câncer de testículo, voltou aos gramados apenas algumas semanas depois. 


ARJEN ROBBEN – Futebol

Teve câncer testicular, aos 20 anos, quando defendia o PSV, em 2003. "Fiquei muito assustado. Não sabia o que poderia acontecer comigo e já pensava no futebol em segundo plano. A prioridade era a minha saúde e a minha família" - disse em entrevista à BBC. Em 2004, passou por uma cirurgia que retirou o tumor e, naquele ano, foi um dos destaques da Holanda na Eurocopa. 


NENÊ HILÁRIO – Basquete

Grande destaque do esporte no Brasil, Nenê descobriu o câncer em janeiro de 2008, quando defendia o Denver Nuggets pela NBA. Dois meses e meio após a retirada do tumor, voltou a jogar.

MAGRÃO – Futebol

Volante com passagens por São Caetano, Palmeiras e Corinthians, passou por procedimento cirúrgico para retirada do tumor em 2011, quando jogava nos Emirados Árabes Unidos. Pego no doping após a partida contra o Inter, o ex-volante Magrão, acredita que os remédios que tomou para controlar a doença possam ter sido a causa do resultado positivo no exame.


JONAS GUTIÉRREZ – Futebol

Também teve câncer testicular, em 2013. Passou por cirurgia, tirou o testículo esquerdo e passou por quimioterapia. No meio de 2014, o problema voltou. Mesmo com o problema recorrente, retornou a jogar futebol em 2015 e ainda ajudou o seu clube: fez nada menos que um gol que deu assistência na vitória sobre o West Ham que salvou o Newcastle do rebaixamento.


DOUGLAS FRIEDRICH – Futebol

O goleiro do Avaí também teve câncer testicular com 18 anos, enquanto defendia o Galo Maringá do Paraná. Tratou do testículo esquerdo e voltou a jogar após um ano.


TABAREZ - Futebol

O jogador do Danúbio terminou o tratamento de quimioterapia e no mesmo mês anunciou que havia superado a doença. Ele voltou aos campos e, em solidariedade ao companheiro, o elenco do time uruguaio raspou a cabeça. Que demais, né?

Câncer de Prostata | MOTHER Nutrients

Todas essas histórias servem como exemplo de que o câncer não tem padrão e nem cara, mas tem cura. E esses homens estão aí pra mostrar a importância de se examinar, ouvir o próprio corpo e não desistir.

 

Escrito por: Vegalizai

 

Leia também: NOVEMBRO AZUL: É HORA DE PENSAR NA SAÚDE